Adriana Luz

Para sempre na areia...

Textos

Minha mãe me ama
Toda mãe ama seus filhos (ao menos, as normais). E acredito, piamente, no amor de minha mãe por mim, por meu irmão, pelos netos (meus filhos - que amo igualmente a todas as mães, diga-se de passagem)...risos...

Bom, mas cada mãe tem um jeito de demonstrar isso. Existem aquelas que fazem isso em público, que gritam das janelas, que publicam livros, que fazem blogs, que escrevem bilhetes pela casa, que telefonam o dia todo, que passam o dia todo só falando deles...

Inclusive, aqui quero fazer uma pausa: depois que a gente vira mãe, não existe assunto mais importante no mundo do que as peripécias de nossos filhos. Fala sério. Nenhuma criança sorri como nosso filho. Nenhuma criança diz frase legal e inusitada como a nossa cria. E nenhuma, mas nenhuminha mesmo é tão linda, inteligente, criativa, fofa, perfeita!!!

Claro que a gente perde a paciência com as birras, os dengos, os choros sem motivos... Mas quando aquela carinha de anjo está deitadinha em nosso colo, ou quando está dormindo, agarradinha ao nosso pescoço, totalmente desprotegida (chega a dar um nó na garganta)... ou ainda quando essa “coisinha” olha pra gente e diz: mamãe, eu te amo.... Ainnnnn...Não, não existe coração que não se derreta com um negócio desse.

E, enfim, estou falando de minha mãe... que também me ama... E  que fez aniversário agora em junho. E eu já escrevi a ela, já dei parabéns.  Passamos o dia juntas. Já cumpri todos os protocolos filiais/maternais.

E eu sei realmente que ela me ama. Isso não é ironia, nem tentativa de “me convencer” rs... Ela já deu milhões de provas disso. E creio que nem precisava (mentira! Precisava sim. Porque a gente sempre espera que a pessoa que a gente ama e que a gente pensa que também  ama a gente, mostre que ama... Não mintamos aos nossos próprios corações...)...

Mas continuando, minha mãe tem um jeito bem peculiar de demonstrar o amor que ela tem por mim. Desde sempre.  E eu gosto de escrever sobre isso, porque de verdade me divirto...rs...

Por exemplo. Ela fala pelos cotovelos às outras pessoas, como sou inteligente, como sou independente, como faço isso ou aquilo. Gaba-se de um monte de coisa, exagera. Mas... na nossa intimidade, ela tem frases e textos prontos  memoráveis (clássicos), do tipo, ao falar sobre os netos (todos filhos meus, diga-se também de passagem): "nossa, Amanda é tão linda. Tão inteligente... A quem puxou essa menina? Amanda sim, uma menina perfeita, responsável, cabeça no lugar. Uma menina de ouro.  Escreve que é uma beleza, não existe ninguém que escreva melhor que ela.  Ela é jornalista!! Sim!!! E das melhores! Além disso, fala mil línguas. E olha, desde pequena, sempre foi assim, um gênio. Desde pequena essa menina já mostrava o que seria. E ficou mesmo. Foram minhas orações"...

Outras vezes: "Mateus, nossa!! É um menino de ouro. A mulher que se casar com ele, tirou bilhete na loteria. Como pode esse menino ter tanta inteligência... Ele faz medicina, sabia: meu neto vai ser doutor, o medico da família. Um menino querido, educado, atencioso. Um rapaz como poucos nesse mundo perdido. A educação dele? Ah, foram minhas orações"...

E muitas vezes: "Ah, Isadora. É uma benção essa menina. Um raiozinho de luz pela casa. Uma inteligência, nunca vi igual. Gosta de tudo arrumadinho, organizado, já sabe ler, escrever, pinta que é uma graça... E fala cada coisa que não sei de onde ela tira tudo isso. E já aprendeu todas as orações  comigo. Sim, a vovó tá aqui pra isso. Ela e uma perfeição. Não sei a quem puxou. São minhas orações, claro"...

E então... É isso.

(Crônica dedicada à minha prima Alessandra -  que fez aniversário na mesma semana que minha mãe. E que certa vez recebeu de presente uma das maiores frases clássicas da família. Um dia minha mãe disse que uma de minhas filhas era tão perfeita, tão perfeita, tão perfeita que... {suspiros poéticos}: “é a cara da Alessandra”...

... Sim, caro leitor. Minha mãe me ama. E sei que minha prima Alessandra também. Por isso me dediquei a este momento ímpar. Registrar os amores e suas manifestações)...

Feliz aniversário ao povo perfeito, inteligente e lindo. Amém... rs...

(Adriana Luz - em 09 de junho de 2014)
Adriana Luz
Enviado por Adriana Luz em 09/06/2014
Alterado em 30/08/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras